Como você sabe se você tem uma boa ideia para um negócio?

Um dos meus maiores desafios é descobrir quais ideias seguir e quais ideias colocar em segundo plano.

Eu tenho o luxo de trabalhar com um monte de pessoas realmente inteligentes, então novas idéias para coisas que poderíamos fazer surgir o tempo todo. De parcerias em potencial a novas ideias de produtos e marketing, sinto que estamos nadando em oportunidades.

Mas, como qualquer outro empreendedor no mundo, meu desafio não é a falta de novas ideias, é descobrir quais ideias valem a pena gastar tempo e dinheiro.

Isso é verdadeiro, seja você uma startup autossuficiente financiada com cartões de crédito e empréstimos de amigos e familiares, ou a próxima queridinha do Vale do Silício, que está instalada em uma caixa de milhões em financiamento de capital de risco.

Não importa quem você é ou quão grande você espera para expandir seus negócios, descobrir qual produto construir e quais serviços oferecer é um grande desafio.

Claro, você poderia confiar na sua intuição.

Às vezes, essa não é uma opção ruim, mas adivinhar o que sua empresa deve fazer pode levar ao fracasso. E, como a grande maioria das empresas falha em cinco anos de abertura, por que não dar alguns passos extras para descobrir se você realmente tem uma ótima ideia antes de arriscar seu tempo e dinheiro seguindo seu palpite?

Começar qualquer negócio dá um enorme salto de fé. Você está pulando de uma montanha e esperando que seu paraquedas se abra e leve você e sua empresa ao sucesso. Como você pode fazer muitas coisas com o seu tempo, como decide o que fazer e o que é realmente uma ótima ideia?

Aqui está o meu guia para descobrir se a sua ideia é boa e se vale a pena passar para o próximo nível.

Validação 1: comece documentando suas principais suposições

Quando você está considerando uma nova ideia de negócio, pule o plano de negócios formal e comece com um Plano Lean ou um passo de elevador simples para anotar os componentes básicos da sua ideia.

No mínimo, você deve incluir o seguinte:

  • Por que você está fazendo isso? Qual a sua missão? Todos os novos negócios precisam de um senso de propósito. Você está tentando melhorar a vida das pessoas de alguma forma? Quais são os principais diferenciais do seu negócio que o diferenciam da próxima pessoa que está tentando construir um negócio semelhante?

 

  • Qual problema você está resolvendo? Você precisa resolver algum problema real que existe no mundo. Se você não estiver resolvendo um problema para clientes em potencial, como conseguirá que as pessoas comprem seu produto ou serviço?

 

  • Para quem você está resolvendo esse problema? Tão importante quanto ter um problema para resolver, é ter clientes com esse problema. Saber quem é seu cliente ideal e como encontrá-lo é fundamental para iniciar um negócio de sucesso.

 

  • Como seus clientes em potencial estão resolvendo seu problema hoje? É aqui que você quer anotar algumas notas sobre sua competição. Quais escolhas seus clientes têm hoje? Como sua solução é melhor?

 

  • Você acha que pode ganhar dinheiro? Você não precisa se preocupar neste estágio inicial com previsões financeiras detalhadas, mas deve fazer alguns cálculos básicos para garantir que sua ideia possa ser lucrativa.

A chave para essa etapa inicial é anotar suas principais premissas rapidamente – 30 minutos devem ser suficientes para anotar suas ideias. Você não precisa escrever muito (com certeza não mais que uma página).

Apenas espalhe seus pensamentos para que você tenha uma ideia sobre suas principais suposições, pois os próximos passos envolvem sair para o mundo real e ver se suas suposições são precisas.

Se você precisar de ajuda com essa etapa, faça o download do nosso modelo de plano Lean gratuito para começar.

Validação 2: converse com seus clientes em potencial

Surpreendentemente, conversar com clientes em potencial sobre sua nova ideia de negócio é o passo que a maioria dos empreendedores ignora.

Não falar com seus clientes em potencial aumenta substancialmente suas chances de fracasso, então saia pela porta e comece a conversar com as pessoas assim que puder.

Ao entrevistar seus clientes em potencial, você está tentando validar suas principais suposições que documentou em sua pauta comercial. Eles realmente têm o problema que você assume que eles têm? Como eles resolvem seu problema hoje? O que eles acham da sua ideia?

Certifique-se de conversar com o máximo possível de clientes em potencial para obter vários pontos de vista. Você também obterá informações valiosas sobre como são os escritórios e espaços de trabalho de seus clientes, como eles funcionam e como eles tomam decisões de compra e compras.

Ao aprender sobre seus clientes em potencial, você deve voltar e atualizar seu discurso. Você pode ajustar sua definição do problema do cliente, sua solução e até mesmo a concorrência.

Validação 3: mostre, se possível, um protótipo do seu produto aos seus potenciais clientes

 

Se você puder e fizer sentido para o seu negócio, tente compartilhar um exemplo de sua solução.

Se você está criando um produto, talvez possa compartilhar um protótipo ou algumas imagens de como o produto se parece. Se você está oferecendo um serviço, descreva os resultados de seu serviço e quais seriam os resultados se seu possível contratado o contratasse.

Idealmente, você deseja colocar seus clientes em potencial na mesma página que você e levá-los a criticar sua ideia. Quanto mais real você puder fazer a sua ideia para seus clientes em potencial, mais feedback de qualidade você obterá.

Validação 4: descubra o que as pessoas estão dispostas a pagar

Ao conversar com seus clientes em potencial, tente descobrir o que eles podem estar dispostos a pagar por sua solução.

Isso pode ser bem complicado, porque idealmente todo mundo quer tudo de graça! Mas, existem alguns truques que você pode empregar, em vez de apenas perguntar imediatamente.

Primeiro, se houver concorrentes em seu mercado, você pode ver o preço deles e decidir como deseja diferenciar sua empresa. Você também pode verificar o valor que está fornecendo ao seu cliente e criar um preço com base nele.

Quando você tem um preço em mente, pergunte ao seu cliente em potencial se ele solicitaria seu produto ou serviço agora pelo seu preço. Você pode achar que as pessoas dirão sim imediatamente, ou elas dirão o que elas acham que o preço deveria ser.

Se você prestar muita atenção, também poderá dizer se o cliente acha que está fazendo um bom negócio ou se seu preço é um pouco exagerado.

Validação 5: encontre pessoas que acham que a sua ideia é uma droga

À medida que você expõe sua ideia de negócios para amigos e familiares, é fácil acabar recebendo apenas feedback positivo. Mesmo os clientes em potencial podem não querer ferir seus sentimentos e não lhe dar sua opinião completamente honesta.

É aqui que encontrar alguns pessimistas é importante. Encontre pessoas que não gostem da sua ideia e faça com que fiquem furadas. Por que eles acham que vai falhar? O que eles veem como seus pontos fracos?

Você não precisa necessariamente lidar com todos os pontos fracos que esses detratores encontram, mas é preciso reunir opiniões de pessoas que acham que você pode melhorar. Nem todo mundo vai ser seu cliente, mas é melhor entrar em um novo negócio com os olhos abertos.

Há possíveis riscos em que você ainda não pensou? Se você encontrar um cliente em potencial que não goste do seu produto, como responderá?

Obter feedback de pessoas que não gostam de sua ideia de negócio pode ajudá-lo a descobrir como você lidará com esses problemas e quais serão suas respostas ao desenvolver sua empresa.

Validação 6: descubra quanto dinheiro será necessário para lançar o seu negócio

À medida que você recebe o feedback dos clientes e aprimora seu discurso, você estará elaborando uma ótima ideia de negócio.

Examinar e refinar sua ideia antes de iniciar seu negócio aumentará muito suas chances de sucesso e garantirá que você tenha uma ideia sólida.

Nesta fase, você deve saber se você tem uma ideia vencedora em suas mãos. Mas, agora você precisa descobrir se o negócio pode ser financeiramente viável e o que você precisa para fazê-lo decolar.

Este é o estágio em que você vai além do seu lance inicial de negócios e começa a criar projeções financeiras mais detalhadas para descobrir quanto dinheiro precisará para começar a usar.

No mínimo, neste estágio, você desejará criar uma previsão de vendas, um orçamento de despesas e uma previsão de fluxo de caixa. Essas três previsões ajudarão você a descobrir o que será necessário para iniciar o seu negócio e manter as portas abertas ao conquistar seus primeiros clientes.

Validação 7: comece o menor possível

É tentador mergulhar no fundo do poço e construir seu negócio completo da maneira que você imagina. Afinal, você quer perceber sua visão de que está trabalhando tanto.

Você está conversando com clientes em potencial e vendendo-os em seu sonho, e agora é hora de torná-lo real. Tente e resista a esse desejo, se possível.

Começar pequeno e continuar a receber feedback dos clientes é um componente essencial para o crescimento. Com um início menor, você poderá mudar de direção com mais rapidez e reagir aos comentários dos clientes com mais rapidez.

Começando pequeno também obtém sua solução para o mercado mais rápido. Quanto mais rápido você chegar ao mercado, mais rápido você obterá feedback.

Quando você abre as portas para os negócios com uma abordagem inicial pequena, sente que não está pronto. Mas, na maioria das vezes, você perceberá que os clientes podem nem perceber.

E a capacidade de girar e mudar de direção rapidamente é muito mais valiosa para o seu sucesso a longo prazo do que tentar fazer tudo certo na primeira vez.

Validação 8: fique flexível

A chave final para garantir que você tenha uma boa ideia que se tornará um negócio bem-sucedido é permanecer flexível.

Os melhores empresários controlam o seu ego e podem ouvir o feedback dos clientes. Mas isso não significa que o cliente esteja sempre certo. Longe disso.

Em vez disso, ouvir e ser flexível permite que você se adapte à medida que você progride e mude de direção conforme necessário. Você não quer reagir à opinião de um cliente, mas deseja procurar tendências mais amplas nas opiniões de tantos clientes quanto possível.

Você pode até decidir que certos tipos de clientes em potencial não fazem parte de seu mercado-alvo. Você pode decidir que deseja vender apenas para empresas maiores, por exemplo, e pode ajustar seus preços e marketing para refletir isso.

Conclusão

Essa abordagem para descobrir se você tem uma boa ideia de negócio significa começar muito menor do que você imaginava. Isso também significa que você não se senta atrás de sua mesa, criando um plano de negócios sem sair e conversando com seus clientes.

Este é o planejamento enxuto em sua essência: comece com apenas os fundamentos de um plano e, em seguida, verifique se sua ideia é boa antes de avançar para a próxima etapa.

Como você já analisou as ideias de negócios no passado?

Que dicas você tem para outros empreendedores descobrirem se vale a pena perseguir uma ideia?