Conheça as mudanças do novo governo

Assim que o novo presidente foi empossado, logo começaram as mudanças. Com muitas promessas no decorrer da sua campanha, o atual presidente Jair Bolsonaro do partido PSL, fez algumas alterações na quantidade de Ministérios que antes eram 29, e agora passou a ser 22.

Outras mudanças também puderam ser vistas no novo salário mínimo, na flexibilização da posse de arma e no IPVA 2019 SP. Conheça agora com detalhe as principais mudanças do novo governo do Brasil.  

Salário mínimo

Essa foi a primeira mudança que o novo governo do Brasil realizou. O salário mínimo estava com um aumento previsto para R$ 1.006 reais, estipulado pelo antigo presidente Michel Temer. A correção seria de 5,45% em cima do valor do antigo salário mínimo, que era de R$ 954,00.

No entanto, no dia 1°de Janeiro entrou em vigor o novo salário mínimo no valor de R$ 998,00. A decisão não agradou a muitos, mas o valor menor do que o estabelecido é a consequência de uma mudança na estimativa da inflação, que no período em que o governo anterior estabeleceu o salário mínimo para R$ 1.006 reais a suspeita era de que a inflação seria fechada em um valor mais elevado.

Posse de arma

Outra mudança muito polêmica é o decreto que torna fácil a posse de arma no Brasil, aprovado no dia 15 de Janeiro. A flexibilização da posse de arma foi uma das muitas promessas de campanha do então presidente Jair Bolsonaro.

A posse de arma permite que uma pessoa possua arma de fogo na sua residência ou no âmbito de trabalho, quando o responsável pela arma também é o responsável pelo local.

Além dos requisitos já exigidos, o decreto também exige que a pessoa com posse de arma que resida em casas com crianças, adolescente ou pessoas com deficiência mental, tenha um local seguro para guardar essa arma.

Essas mudanças foram estabelecidas logo no início do governo, com elas também podemos ver as mudanças do IPVA 2019 SP.   

Anulação do Consea

Essa outra mudança aconteceu no primeiro dia de governo, que foi a anulação da atuação do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea). Esse órgão foi reformulado pelo antigo presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva no ano de 2003, para debater e exibir orientações que garantisse a segurança alimentar do Brasil.

Esse órgão também era encarregado pela administração do programa Bolsa Família. Com a mudança, o conselho nacional de segurança alimentar fica sob os cuidados do Ministério da Cidadania, sem que a sociedade participe através de um conselho social.

Dessa forma, foi anulado do procedimento principal deste conselho a mobilização e o apoio a entidades da sociedade civil no debate e na efetivação de ações públicas de segurança alimentar e nutricional.

Anulação do Ministério do Trabalho

Sem dúvida essa foi uma das mudanças que mais deu o que falar no começo do novo governo. A anulação do Ministério do Trabalho foi uma decisão do atual presidente da república, com o argumento de que tal pasta atuava como um sindicato do trabalho e não como um Ministério.

O presidente também garantiu que nenhum trabalhador irá perder seus direitos conquistados, que estão garantidos no sétimo artigo da constituição.