Passou por uma Cirurgia Bariátrica? Veja os próximos passos!

A Cirurgia Bariátrica é uma importante modalidade dentro do tratamento antiobesidade.

Ela tornou-se bastante popular nos últimos anos – principalmente com pessoas famosas fazendo a cirurgia e mostrando os ótimos resultados – e como todo tratamento médico que se torna uma moda, muitas pessoas não se informam adequadamente e, infelizmente, muitos médicos não têm o devido cuidado com cada situação.

E o que muitas pessoas esquecem ou nem sabem é: como lidar com a vida sem a obesidade extrema depois da cirurgia bariátrica? Porque não é simplesmente voltarmos à vida antiga.

Existem cuidados sérios que precisam ser tomados e conhecidos antes da cirurgia, porque vão envolvem diretamente o emocional e algum esforço do paciente.

Você passou por uma Cirurgia Bariátrica? Veja os próximos passos e tenha mais sucesso e saúde!

Quem pode fazer a Cirurgia Bariátrica?

A cirurgia bariátrica não pode ser feita indiscriminadamente, por qualquer pessoa que se sinta gorda demais – para a grande maioria dos casos que chegam nos consultórios, uma alimentação saudável e um programa de exercícios é o ideal – menos arriscado e mais fácil de administrar.

A cirurgia pode ser indicada para pessoas com Índice de Massa Corporal igual ou maior a 40, independente da situação de saúde geral, ou igual ou maior a 35 caso a pessoa seja:

  • Diabética
  • Hipertensa
  • Tenha problemas com colesterol
  • Tenha apneia do sono
  • Tenha doença do refluxo (e existem outras)

Existem riscos na Cirurgia Bariátrica?

Sim, mas são os mesmos que podem ocorrer em outras cirurgias. A Bariátrica evoluiu bastante nas suas técnicas ao longo do anos e tornou-se mais segura.

Alguns especialistas destacam os riscos de trombose, embolia pulmonar e fístula, mas quando feita com um cirurgião experiente, são riscos que ele já administra em outras intervenções.

A vida após a Bariátrica: atividades diárias e físicas

A maioria dos pacientes retorna ao trabalho entre 15 e 30 dias e as atividades físicas são liberadas em 30 dias no mínimo.

Estas estimativas, claro, dependerão da disciplina do paciente quanto às recomendações médicas após a cirurgia, e também de não haver complicações graves durante ela.

Entrar em uma academia será fundamental como parte do processo. Logo você também precisará de roupas de academia masculina.

A vida após a Bariátrica: alimentação

Durante o primeiro mês, o paciente se alimenta de sopas e líquidos, e retorna à alimentação normal e sólida de forma gradativa, conforme as reações do organismo e as liberações médicas.

Um ponto importante é que o paciente cumpra as recomendações médicas à risca, incluindo o consumo das vitaminas e suplementos recomendados, para evitar desnutrição e algumas doenças oportunistas.

A vida após a Bariátrica: reganho de peso

Este é um aspecto delicado da Cirurgia Bariátrica.

O paciente começa a perder peso logo após a cirurgia, e após um ano de meio da intervenção, ele chega ao que chamam de platô – quando o corpo para de perder peso e estabiliza.

Existe um reganho de peso esperado, cerca de dois anos após a cirurgia,  que costuma ser leve, entre dois e cinco quilos, o que é previsto no processo. Se ganhar mais do que isso, é sinal de atenção; o paciente pode ter perdido o controle sobre a alimentação.

A vida após a Bariátrica: vícios

Este ponto é polêmico e exige atenção, tanto do paciente quanto das pessoas em torno dele.

Infelizmente é comum que alguns pacientes adquiram maus hábitos e vícios a respeito da alimentação e de outros itens. Consomem em demasia alimentos que tem controle, ao mesmo tempo que não consomem outros para compensar.

Esta compensação não existe na prática, claro, e pode criar efeitos colaterais graves. Deixar de consumir alimentos funcionais também pode desencadear problemas.

A palavra de ordem é: disciplina. Para que os efeitos benéficos da Cirurgia Bariátrica sejam duradouros e saudáveis.