Qual o ar-condicionado ideal para você?

A cada dia mais que se aproxima o Verão, vamos nos lembrando do calorão que ele traz junto consigo. E, por mais que muita gente goste dessa estação, não há um ser humano que suporte temperaturas beirando os 40 graus, ainda mais num país tropical como o nosso, onde o clima é extremamente quente. O que poderia nos salvar, então, dessa sensação térmica hostil? O bendito ar-condicionado!

Vale destacar que a temperatura do aparelho merece atenção e requer saber qual a correta para cada situação. Além disso, são vários modelos disponíveis no mercado, que vão desde os mais simples, como o de janela, aos mais modernos, como o inverter. Há ainda inúmeras marcas à venda como o ar-condicionado Fujitsu, por exemplo, que possui maior qualidade, como outros equipamentos mais baratos.

Qual a temperatura correta para o ar-condicionado no Verão?

A utilização em excesso e incorreta do ar-condicionado pode diminuir a resistência e aumentar a incidência de doenças como gripes, resfriados e infecções. No entanto, especialistas garantem que o equipamento não é um vilão para a nossa saúde, afinal, se fosse, não seria utilizado com frequência em hospitais e maternidades para aumentar o conforto térmico de recém-nascidos e pacientes, não é mesmo? Recomenda-se apenas bom senso no uso: com a temperatura sendo regulada corretamente, o aparelho pode ser utilizado sem medo. Mas qual seria a ideal?

Segundo a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), a resposta é 23 graus. Isso garante um ambiente não muito quente nem muito frio, duas situações que, de acordo com estudos, podem comprometer o desempenho dos colaboradores. Além disso, também assegura uma economia de até 50% na conta elétrica no final do mês.

Para encontrar a temperatura ideal sem danificar o ar-condicionado ou deixar a conta de luz mais cara, é preciso levar em conta diversos fatores:

  • O clima e a temperatura externa;
  • As particularidades de cada um;
  • As roupas usadas no ambiente;
  • As recomendações dos profissionais de saúde.

Quais os tipos de ar-condicionado?

Escolher o modelo certo de ar-condicionado é muito importante para garantir conforto e eficiência energética. Existem diversos tipos diferentes aparelhos disponíveis e cada um apresenta suas próprias características. Confira, a seguir, os diferentes exemplares à disposição no mercado:

  • Portátil

O ar-condicionado portátil é independente, pois pode ser movido para qualquer ambiente da casa. É indicado para quem busca mobilidade. Esse modelo esfria puxando ar do ambiente, removendo calor e umidade, e retornando o ar fresco para a residência. Para esfriar adequadamente, o aparelho deve ficar próximo à janela. Não há necessidade de instalação especial.

  • Ar-condicionado de janela

É o chamado modelo clássico. O ar-condicionado de janela é projetado para climatizar quartos pequenos ou grandes e para ser instalado dentro de uma janela padrão ou, em alguns casos, através de um furo feito na parede. Ele fica com o sistema de escape de ar quente voltado para fora e o de retorno de ar fresco para dentro. Embora sejam mais populares, costumam consumir mais energia.

  • Split tradicional

O ar-condicionado Split possui um sistema silencioso e discreto para diversos tipos de ambientes e é bem utilizando tanto em residências quanto escritórios. O aparelho tem duas partes básicas: um condensador instalado ao ar livre e uma evaporadora compacta que é colocada estrategicamente dentro do espaço que você deseja climatizar. O equipamento contém alta eficiência de refrigeração e perfis finos em seu espaço, e, até por isso, é indicado para quem quer um equipamento de fácil instalação.

  • Split Cassete

O Split Cassete segue o mesmo estilo de funcionamento do Split tradicional, mas, em vez de ser colocado na parede, é adaptado ao teto do ambiente. Ele é indicado para escritórios grandes, já que é instalado no centro do ambiente e proporciona uma melhor climatização.

  • Sistema VRF

O sistema VRF (Fluxo de Refrigerante Variável) é indicado para arrefecer edifícios e não somente um ambiente. Trata-se de um sistema de múltiplas unidades internas, conectadas em um único sistema de unidades condensadoras. Ele funciona com uma unidade central ligada a múltiplas unidades internas para proporcionar climatização completa.

  • Split Inverter

Fisicamente, o Split Inverter não tem nada de diferente do tradicional. O que muda é exatamente no seu motor interno. O equipamento possui uma peça chamado Inversor, que trabalha controlando o compressor do aparelho (responsável pelo fluxo do ar no circuito interno do mesmo) para que ele funcione de forma otimizada, o que acaba reduzindo consideravelmente o consumo de energia em até 60%, além de apresentar melhor controle da temperatura. O equipamento também apresenta baixo nível de ruído e ainda utiliza gás R-410a, que não agride a camada de ozônio.